Pacto Bicentenário – Argentina

A família de Schoenstatt da Argentina decidiu oferecer à Igreja um compromisso ativo com a Pátria, como verdadeiros cidadãos, e difundir o Pacto do Bicentenário como cidadãos que amam a sua Pátria e se comprometem com ela. Fizeram-no mediante uma corrente de coroação a Maria como “Mãe e Rainha de uma pátria para todos”, celebração que se realizou simultaneamente em todo o país no dia 8 de Maio de 2010. Recordaram neste sentido que o Fundador do Movimento, Padre José Kentenich, nos momentos críticos da sua vida e da sua pátria, coroava Maria para que Ela se manifestasse.

Da mesma maneira, os schoenstattianos manifestaram a sua disposição de pôr a nação argentina aos pés da Virgem no Bicentenário da pátria, ano que coincidiu com o centenário da ordenação sacerdotal do Padre Kentenich, dia 8 de Julho de 2010, e caminho dos 100 anos do Movimento de Schoenstatt, dia 18 de Outubro de 2014.

O que é o Pacto do Bicentenário? Na verdade, este acordo não é necessário, porque são normas que se cumprem. Numa sociedade com perda de valores tão grande como a Argentina, torna-se necessário consciencializar-se porque muitas coisas parecem normais e correctas de tanto serem repetidas diariamente. “Como schoenstattianos, como Família do Pai, temos o dever de o cumprir fielmente e fazê-lo conhecer e educar a nossa família e os nossos ambientes. Desta maneira iremos colocando o nosso grãozinho de areia na construção de uma pátria nova, com outros valores e com cidadãos comprometidos, não só os habitantes desta bonita Argentina.”

Trata-se de um decálogo de valores cívicos que são fundamentais para mover o tecido social de cada nação – desde o “não” a coimas até ao compromisso com a limpeza de lugares públicos, ruas, praças, igrejas paroquiais. Pode mudar-se um país deixando de atirar papéis ao chão? Sim, pode. Existem estudos sociológicos que mostram que a taxa de criminalidade em Nova York baixou notavelmente quando, num esforço conjunto, se limparam as praças, ruas e estações de metro… E quando todo um Movimento que está presente em todas as dioceses do país, cada um segundo o pacto, assume o compromisso de “realizar uma ação social e solidária, dando dinheiro e/ou tempo, participar nas campanhas pelas vítimas em caso de gravidade massiva e rezar diariamente um Pai-nosso, Avé-Maria e Glória pelos governantes”, é possível mudar todo um país.

Está a ser difundido o Pacto Bicentenário nos Movimentos e em muitas paróquias.

Para mais informações contactem [email protected]

Texto do Pacto Bicentenário