Formação para professores de jardins de infância – Hungria

O programa foi organizado por pedagogos de jardins de infância, no centro de formação “Goldmark Károly” (H-8360 Keszthely, Kossuth, u. 28).  Essa formação pública profissional foi realizada no marco do projeto “Educação para o Meio Ambiente”, no ano de 2010.  O desenvolvimento e a introdução do programa foram promovidos conjuntamente com a União Europeia e o Fundo Estatal para o Desenvolvimento do Estado da Hungria “Új Magyarország”; a execução esteve a cargo de professores da Universidade de Pannon. De acordo com o plano, o projeto deve acontecer periodicamente, por meio de uma formação estatal de credibilidade.

A história do Projeto

A Sra. Ágota Csengei, diretora do Teatro da cidade de Keszthely tem anunciado e apoiado vários dos programas do Movimento de Schoenstatt da Hungria (por exemplo, na Academia Familiar de Schoenstatt, o musical: “Maria”, do Pe. Tilmann Beller), no Centro de Formação “Károly Goldmark”, do qual também é diretora; com ela, tem-se mantido sempre um excelente relacionamento. O projeto “Educação para o Meio Ambiente” foi desenvolvido por Alföldi Zoltán, PhD, professor da Universidade Pannon e membro do Movimento de Schoenstatt. O subprograma “Pedagogia Orgânica Ambiental”, do Padre Kentenich, foi compilado por Kalman Csermák, PhD, membro e líder do Movimento de Schoenstatt da Hungria, que, em razão do crescente interesse, também realiza, há vários anos, “Seminários para Pais”, baseados em textos do Padre Kentenich.

Objetivo do Projeto

O tema “Proteção do Meio Ambiente” e sua problemática atual estão relacionados às dramáticas mudanças no ambiente sócio-espiritual do homem moderno. Uma das áreas mais importantes para o futuro é a formação de homens novos em comunidades novas.  O futuro precisa desse tipo de homens, internamente fortes, independentes e livres, capazes de pensar e tomar decisões com responsabilidade. Esse tipo de homem se diferencia completamente do homem-massa de hoje em dia. Para a educação desse tipo de homens novos, é necessária uma pedagogia nova.  Precisamos de uma pedagogia holística e orgânica, que leve em conta as atuais circunstâncias extraordinárias e as experiências adquiridas com o desenvolvimento.

Podemos falar da Pedagogia Ambiental também em outro sentido, cujo objetivo é formar e humanizar o ambiente sócio-espiritual.  Isso quer dizer que não se trata apenas de educar os filhos, como também educar a família e colaborar na formação do meio ambiente.

Esse projeto é dirigido especialmente a professoras dos jardins de infância, já que elas se encontram em uma posição privilegiada, porque, durante o tempo todo, estão em contato com crianças inocentes que, em sua maioria, se encontram sob o cuidado amoroso de seus pais.  Essa relação constante e prematura transforma também as professoras. Os jardins de infância são oásis, em cuja atmosfera não apenas as crianças, como também os pais, se sentem à vontade.  Não são poucos os pais e mães que, com suas preocupações pessoais, entram em contato e pedem conselho às professoras; igualmente, as professoras exigem a participação dos pais e, juntos, organizam todos os tipos de eventos familiares.

A pedagogia aplicada no projeto

A pedagogia holística e orgânica, aplicada no projeto, é baseada na pedagogia Kentenichniana. O projeto não está voltado apenas para a apresentação teórica do método, nem dos textos em si; é, principalmente, um convite para degustar o estilo da escola.  Junto  com os participantes, nós analisamos e estudamos textos do Padre Kentenich a respeito de temas concretos, como: pedagogia da confiança, pedagogia da aliança, pedagogia do ideal e pedagogia das vinculações. Para isso, empregamos o método tão conhecido em Schoenstatt: “Seminários do Fundador”, que aqui chamamos “grupos de treinamento interativo”.

Grupo – nós trabalhamos com grupos de 15 pessoas.  Os grupos trabalham no conteúdo essencial da matéria; todos aprendem de todos.

Treinamento – aqui se quer acentuar o tipo de aprendizagem e a prática propriamente dita desses métodos pedagógicos.

Interativo – porque se exige a colaboração ativa de todos os participantes: as novas ideias e experiências são ligadas às vivências passadas e, entre si, se complementam.

Essa formação pedagógica no centro de formação Keszthely é um projeto inovador em sua área. A princípio, não se sabia exatamente como aconteceria, se funcionaria com pessoas tão diferentes, ou se poderíamos motivar os participantes a trabalhar em grupos.

Ao final, perguntou-se aos presentes: “O que acharam do programa?”; abaixo, eis algumas respostas:

  • A princípio me surpreendeu, foi um pouco inesperado. Tenho participado de diversos cursos de capacitação; porém, nenhum como este. No início, podia-se ver nos rostos certa confusão, coisa que mais tarde se dissolveu completamente.
  • Nós participamos do programa em pares; a atmosfera foi muito boa; pudemos falar abertamente uns com os outros; me senti muito bem, algo muito extraordinário na vida; foi muito útil analisarmos juntos o material; pudemos experimentar um sentimento muito bom de comunidade.
  • Fortaleceu meus conhecimentos sobre o amor e os vínculos que são realmente importantes para as crianças; a situação familiar e a atmosfera que se respira em casa são decisivos. Gostei muito da concentração que foi proposta, da nova forma de pedagogia e do intercâmbio de experiências.
  • Tomei consciência de muitas coisas que até agora apenas sentia. A formação interativa foi realmente boa.
  • Na universidade, também se estuda pedagogia, porém sempre me pareceu muito chata; gostei muito mais da forma que fizemos aqui.
  • Fiz várias cópias do textos do Padre Kentenich e, junto com meus colegas do jardim de infância, temos aproveitado esse método nas reuniões semanais. Ali também funcionou, tive êxito e meus colegas gostaram muito.

 

Em resumo, de pode dizer que o caminho foi encontrado; Padre Kentenich conquistou corações, criou uma nova comunidade e, com sua pedagogia, tem ajudado as professoras dos jardins de infância.

Com a ajuda da pedagogia Kentenichniana, está-se trabalhando, atualmente, no desenvolvimento de um novo programa de formação para pedagogos escolares, que será oferecido no centro de formação Keszthely.

Informações e contato

Alfödi Zoltán, PhD e Csermák Kálmán, PhD

Mail: [email protected] ou [email protected]

 

Tradução para o Português: Maria Rita Fanelli Vianna, São Paulo / Brasil