Fundação 180°: Amor solidário, em busca da mudança nacional

Fundação 180° – Educar para a Mudança é uma instituição radicada na província de Córdoba, Argentina, concretamente na localidade de Calera, no bairro Dr. Cocca. É integrada por jovens profissionais, formados no Movimento de Schoenstatt e que trabalham nos projetos missionários solidários: oferece apoio, gera ações para a mudança, programas e atividades que promovam, estimulem e possibilitem a educação para a mudança e o progresso em todos os setores da sociedade. O seu trabalho fundamenta-se na educação como pilar fundamental para a construção da mudança. Apostam num país e numa sociedade mais justa e inclusiva, através da participação, do esforço, da dedicação e do compromisso de todos os setores da sociedade. Neste marco, a Fundação está pensada como “o braço social de Schoenstatt; uma organização laica, baseada no trabalho laical.

A partir desta perspetiva realizaram-se e realizam-se diferentes projetos.

Centro de Educação Complementar José de Nazaré” (CECJN)

Desde este ponto de partida, a Fundação coordena uma série de projetos educativos como o “Centro de Educação Complementar José de Nazaré” (CECJN), situado no bairro Dr. Cocca, da cidade de La Calera. Ali funciona pela manhã um Jardim Maternal que trabalha com as crianças e as suas famílias, e à tarde, o Clube de Crianças. No futuro os ateliers de ofícios, com o fim de criar e dar respostas integrais às principais problemáticas do bairro.

O Centro fomenta e complementa o desenvolvimento e formação pessoal e integral de crianças e jovens, oferecendo um espaço de contenção onde se lhes oferece ferramentas de superação pessoal, para que cheguem a ser pessoas livres e autónomas com uma marcada cultura e ética do trabalho, através da pedagogia do Movimento Apostólico de Schoenstatt.

“O objetivo principal do CECJN, é complementar a formação de crianças e jovens do local, oferecendo ferramentas de superação pessoal, com o fim de melhorar as suas oportunidades educativas e laborais”, comentou o conselho administrativo da F 180.

É importante destacar que trabalham na formação dos alunos, e através deles, também das suas famílias. “Porque estamos convencidos que só a partir de um trabalho de colaboração entre a nossa instituição e as famílias, é possível o desenvolvimento de pessoas íntegras capazes de se adaptarem às mudanças e exigências da sociedade”, explicaram. Desta maneira entende-se que é um projeto comunitário porque fomenta o protagonismo dos pais na educação dos seus filhos.

Etapas do projeto

O “Jardin de Belén” constitui a primeira etapa de realização do Centro de Educação Complementar José de Nazaré. O Jardín de Belén conta atualmente com duas docentes e com um pequeno grupo de voluntárias que contribuem, através de distintas áreas com o necessário para o funcionamento do mesmo. Desempenham o papel de auxiliares na tarefa docente, dando aulas de inglês e de educação física. Também se ocupam de outros projetos pontuais dentro do Jardín, quer seja a organização de ateliers para pais ou roupeiros comunitários.

Numa segunda etapa, no ano 2013 começou a funcionar o Club del Niño, no qual são oferecidos ateliers de pintura, canto, expressão corporal e teatro. Também se dão aulas de futebol, basquete, entre outros desportos; o que contribuirá para que as crianças tenham a possibilidade de se desenvolver em plenitude através da educação física e da prática de jogos em equipa. Respondendo às necessidades do local, também se inclui o apoio escolar e o clube de leitura, a fim de enfrentar um dos problemas maiores do lugar: o abandono escolar e altas taxas de reprovação.

Pela sua parte, projeta-se uma terceira etapa do projeto, que contempla oferecer ateliers de ofícios, com o fim de lhes facilitar as competências técnicas integrais, de empregabilidade, formativas e humanas que lhes possibilitem uma maior inserção laboral, para que possam levar a cabo atividades laborais de caráter dependente ou independente.

“180 Colégios pela Pátria”

Outros dos projetos importantes da instituição é “180 Colégios pela Pátria”: Projeto educativo que consiste num congresso educativo-motivador representado por alunos do 5º e 6º ano da escola secundária, selecionados pelas autoridades de cada colégio. O objetivo é despertar o espírito de voltar a acreditar numa Argentina nova, renovada. O mesmo tem por missão impulsionar os jovens a sonhar para além das suas metas pessoais, e a criar com os outros um país mais justo e humano. No mês de agosto realiza-se um concurso de projetos, no qual participam todos aqueles colégios que o desejem, o mesmo tem como objetivo principal motivar cada grupo de alunos a realizar algo que gere uma mudança em algum âmbito particular.

Com este estímulo, mais outra dinâmica, procura-se capacitar os rapazes para que junto com o resto do curso, elaborem e ponham em marcha uma proposta para melhorar o lugar, as relações, o ambiente, ou a situação que eles atravessem, a sua escola, ou algum setor, instituição ou grupo vulnerável da sociedade. Através desta instância, procura-se que os participantes tomem consciência da responsabilidade que todos temos na construção da Argentina que queremos; cada um a partir do lugar onde se encontra, pode fazer algo pela sua pátria.

Premeiam-se aqueles alunos que sonhando mais além das suas metas pessoais se proponham construir um país mais justo e mais humano através de um projeto solidário. Os projetos avaliam-se segundo a maior mudança conseguida, o maior impacto social, a maior participação tanto do colégio como do meio envolvente e a maior potencialidade de duração no tempo.

O projeto tem já três edições e três projetos vencedores: Consciencialização e cuidado do meio ambiente, Otimização do funcionamento dos centros vizinhos da cidade de Córdoba. E desenvolvimento integral da família através da docência, da assistência e da investigação.

Para além disso, 12 dissertantes, 125 colégios participantes, 1500 rapazes de colégios participantes e 75 projetos foram apresentados nos distintos Concursos de Projetos 180 colégios pela Pátria.

Resumo dos projetos

O Movimento de Schoenstatt e a fundação realizaram, conjuntamente, alguns projetos solidários, com o objetivo central de gerar recursos económicos para colaborar na formação de crianças e jovens, procurando criar e dar respostas integrais às problemáticas da falta de recursos e de educação, trabalho que é feito pela fundação. Um dos eventos foi a Maratona Solidária chamada “Correndo com Francisco”. Uma bonita iniciativa que surge da mensagem do Papa de “chegar às periferias”, abrindo novos espaços com o anúncio do Evangelho e de “fazer barulho” nas dioceses, como pediu aos jovens na JMJ (Jornada Mundial da Juventude) no Rio de Janeiro.

Outro dos trabalhos realizados pelo movimento de Schoenstatt e pela fundação “Que vai fazer pela tua Pátria”, a intenção foi procurar um caminho para o povo argentino, com base nos valores, na liberdade e na excelência. No marco do bicentenário da Revolução de Maio.

Uma mudança de 180° através da educação

A equipa coordenadora da fundação diz: “somos um grupo de jovens que sonhamos com um país melhor. Não nos conformamos com pouco, acreditamos no esforço, na dedicação e no compromisso de todos os argentinos para gerar uma mudança no nosso país. É assim que agradecemos a confiança e o apoio permanente de pessoas. Obrigado por terem tempo para nos escutarem, por nos levarem a sério, por acreditarem em nós e sobretudo obrigado por apostarem numa mudança de 180 graus através da educação”, concluíram.

O sonho da fundação é dar vida a uma forma de continuar a dar respostas, a partir do Movimento Apostólico de Schoenstatt, às necessidades da sociedade, uma forma de pôr ao serviço dos outros a imensa riqueza adquirida ao longo dos anos no Movimento, e como uma necessidade de poder, através de Deus, mudar e fazer progredir a realidade argentina, criando ferramentas para conseguir a promoção e o melhoramento da qualidade de vida das pessoas através da educação e da formação de líderes nos distintos âmbitos sociais.


Contacto, informação

Para mais informações sobre o trabalho da Fundação clique em www.fundación180.org.ar.

E para unir esforços, esperança e fé contacte [email protected] o tel: +54 351 4381067