A via Matrimonial – Hungria

Via MatrimonialA via matrimonial é um caminho de 1,5 km através do bosque, cujo ponto de partida e de chegada é o Santuário. Ao longo do caminho existem quinze estações que representam as distintas tarefas, preocupações e períodos que atravessa um casal durante a sua vida matrimonial. As tarefas e textos que se encontram nas estações motivam os casais a refletir sobre as suas vidas e a conversar. Os bancos que se encontram ao longo do caminho também convidam os casais a permanecer sentados por algum tempo. A Via Matrimonial quer ajudar as pessoas a refletir sobre as suas relações, para que assim os casais possam encontrar-se de novo, possam descobrir a sua vocação comum, possam educar bem os seus filhos e possam gozar de uma vida plena e feliz.

A Via Matrimonial nasce de uma sugestão do Padre Tilmann Beller; na sua construção trabalharam artistas e profissionais, assim como também muitas famílias da União das Famílias da Hungria. Junto às estações de madeira com placas desenhadas em cerâmica também se editou um livro guia com reflexões e canções.

As estações

As 15 estações matrimoniais são:

  1. Encontrámo-nos um ao outro para sempre

  2. A nossa casa é o nosso reino

  3. Damos vida – recebemos vida

  4. O amor também dói

  5. As dificuldades ajudam-nos a crescer

  6. Educando crianças fortes

  7. Na metade das nossas vidas

  8. Juntos somos mais fortes

  9. Somos enviados

10.  Permanecemos fiéis

11.  Deixamos que os nossos filhos iniciem o seu caminho

12.  Junto à nossa geração anterior

13.  Envelhecemos e colhemos

14.  Tudo tem um sentido

15.  Damos graças

Para renovar as famílias

A Via Matrimonial foi abençoada pelo Bispo familiar László Biró no dia 3 de Julho de 2007. No seu discurso disse: “A Via Matrimonial leva-nos do Santuário ao Santuário, assim como a nossa vida e o nosso casamento através de muitas estações parte de Deus para voltar a Deus. A Via Matrimonial também nos recorda a Via-Sacra, quando Jesus abraça a cruz. O matrimónio também começa com um abraço amoroso e também está composto de encontros com crianças, com gente que chora, com pessoas que nos encorajam como Simão de Cireneu, de recaídas e no final, o brilho do presente da vida, à luz da ressurreição. As estações da Via querem guiar-nos até àquela oração, fonte das ações”.

Com a Via Matrimonial, a União das Famílias de Schoenstatt na Hungria tornou realidade um projeto para renovar as famílias e o país inteiro. Participantes das jornadas familiares em Obudavar recorrem com muito gosto à Via Matrimonial. Esta Via atrai também famílias de outros movimentos, casais e também grupos familiares. Famílias de comunidades paroquiais vêm de autocarro a Obudavar para fecundar e renovar as suas vidas na Via Matrimonial.

Visão de futuro

A Via Matrimonial sustenta-se na oração e no sacrifício das famílias de Schoenstatt.

Durante a sua inauguração, o Padre Tilmann Beller disse: Espero que chegue o tempo, onde ao lado de cada paróquia se construa uma Via Matrimonial. E é assim como na Paróquia de Horvátnádalja na Hungria onde já se construiu uma Via Matrimonial como a de Obudavar. Em muitos outros lugares também existem já preparativos para a construção de Vias Matrimoniais. Também alguns centros de Schoenstatt noutros países mostram interesse.

Informação e contacto

Localização:

Foe u.11.
8272 Obudavar

Contacto:

Flia. Tecsengo
[email protected]

Dr.Sallai Tamás és Karikó Éva
[email protected]

Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal